Marcio Mariguela

Psicanálise & Filosofia

Arquivo para agosto, 2011

Convite – 13ª Sessão do Diálogo Cinemático

Projeto Psicanálise em Extensão CONVIDA para a 13ª Sessão do Diálogo Cinemático

 Filme: Total Eclipse (Eclipse de uma Paixão)

 Direção: Agnieszka Holland (Inglaterra, 1995)

Elenco: Leonardo DiCaprio, David Thewlis, Romaine Bohringer, James Thieree, Emmanuelle Oppo.

 20 / Agosto / 20011 – sábado – 15h

Local: Rua Prudente de Moraes, 1314 – Bairro Alto – Piracicaba/SP – Entrada Franca – Inscrições: mmariguela@gmail.com

Mediador: Márcio Mariguela, psicanalista e professor de Filosofia na Unimep

“Sobre uma estátua de Ganimedes” – (Paul Verlaine)

 Mas como? Nesta estação d´aguas, / Descanso, paz, tranquilidade, / Quem vejo, de frente e de costas? / Meu amiguinho Ganimedes!

Ah, fica conosco, menino, /Sacode um pouco nosso tédio / Com aquele jeitinho bom. / Então não és nosso irmãozinho?

 “Sangre Ruim” – (Arthur Rimbaud)

O tédio não é mais meu amor. O furor, a devassidão, a loucura, dos quais conheço todos os impulsos e calamidade – todo o meu fardo foi arriado. Apreciemos sem vertigem a extensão de minha inocência.  (…) Não sou prisioneiro de minha razão. Disse: Deus. Quero a liberdade na salvação: como obtê-la? Os gostos frívolos deixaram-me. Não tenho mais necessidade de abnegação ou do amor divino. Não lamento o século dos corações sensíveis. Cada um tem sua razão, desprezo e caridade: guardo meu lugar no alto desta angélica escala de bom senso.

 Verlaine e Rimbaud com absinto

Sinopse:

Em 1871, Paul Verlaine recebeu uma carta de Arthur Rimbaud, jovem camponês admirador do poeta. No envelope continha alguns poemas. Respondeu imediatamente:  “Vinde a mim, alma cara”; anexando à carta um bilhete de trem. Rimbaud chegou a Paris para o encontro com as anotações  daquela que seria sua obra prima: Uma Temporada no Inferno.

Verlaine morava com a família Mauté, pais de sua jovem esposa grávida. A presença desconcertante de Rimbaud na casa desiquilibra a frágil relação conjugal e por extensão, o protótipo de uma família burguesa na qual Verlaine foi se abrigar. Desse encontro eclipsado nascerá um poeta no crepúsculo de outro.

A vida do consagrado Verlaine é revirada pelo avesso. Vascilante, se deixa levar pela luminosidade do sol (representada de forma surpreendente por Leonardo de Caprio) e pelo torturante sentimento de culpa. Depois desse encontro, a poesia de Verlaine se transfigurou. A coletânea reunida em Femmes e Hommes, escritos em 1890, demonstra os efeitos, em ato, da potência de Eros, o Deus do enlaçamento.

 Ver: 

http://www.youtube.com/watch?v=_WF6nMTVfbY 

http://www.youtube.com/watch?v=0IaIK9jR9M4

Ler: 

RIMBAUD, A. Uma Temporada no Inferno & Iluminações. Tradução: Lêdo Ivo. Rio de Janeiro: Barléu Edições, 2004.

VERLAINE, P. Poemas Eróticos – Para ser Caluniado. Apresentação, seleção e tradução: Heloisa Jahn. São Paulo: Brasiliense, 1985.

Anúncios